Câmara de Porto Velho promove mais uma gastança com curso e diárias para vereadores e servidores antes do fim do ano

Câmara de Porto Velho promove mais uma gastança com curso e diárias para vereadores e servidores antes do fim do ano

Márcio do SITETUPERON; Júnior Cavalcante e Da Silva do SINTTRAR vão a Brasília

Porto Velho, RO – As torneiras do Legislativo Mirim de Porto Velho estão abertas neste final de ano. Diferentemente da austeridade exigida pelo frágil momento econômico brasileiro, a gestão Maurício Carvalho (PSDB) parece não se incomodar com os gastos da Câmara Municipal se o assunto for cursos, diárias e passagens bancadas com dinheiro público a vereadores e servidores da Capital rondoniense.

Nesta segunda-feira (04), Rondônia Dinâmica já publicou matéria a respeito da expedição edílica rondoniense ao Nordeste com quinze integrantes, entre eles três vereadores.

Leia mais em
Três vereadores e 12 servidores da Câmara de Porto Velho gastam quase R$ 45 mil só em diárias em viagem ao Nordeste

Mas no Portal Transparência da Câmara Municipal já estão disponíveis à apreciação da população pelo menos mais oito empenhos para custeio de outro curso, agora em Brasília, Distrito Federal.

Os vereadores Antônio Carlos da Silva, o Da Silva do SINTTRAR (PSB); Márcio Pacele, o Márcio do SITETUPERON (PSB) e Júnior Cavalcante (PHS) participarão, acompanhados de outros cinco servidores, dos eventos elencados para o X Congresso Brasileiro de Câmaras Municipais, que ocorre durante todo o período de 05 a 07 de dezembro.

Só em diárias para custear os oito viajantes a Câmara de Porto Velho irá desembolsar R$ 19.042,64. Há, ainda, valores de passagens aéreas – ida e volta – não contabilizados, além do valor das inscrições, ainda não lançado no Portal Transparência.


Valor das incrições para o curso

Entretanto, no site da Associação Brasileira de Câmaras Municipais (ABRACAM), que realizará o congresso, consta como valor de inscrição o preço de R$ 450,00. Acima de cinco inscrições, há desconto de cem reais em cada uma delas. Neste panorama, com oito inscrições no valor de R$ 350,00, o Legislativo ainda arcará com R$ 2.800,00, totalizando um gasto de R$ 21.842,64.

Para se ter uma ideia da gastança, o Município de Porto Velho não tem condições sequer de proporcionar iluminação pública decente concomitantemente à natalina, como informou o próprio prefeito Dr. Hildon Chaves (PSDB).

É uma coisa ou outra, porque as duas, de acordo com o tucano, não dá. Logo a administração pública tem priorizado necessidades urgentes, o que não parece ser o caso da Câmara, que, mesmo comandada também por um peessedebista, gasta a rodo com cursos fora do Estado sem qualquer informação acerca de contrapartida tanto aos munícipes quanto a Porto Velho em si.

Autor / Fonte: Rondoniadinamica

Leia Também

Comentários