Comissão para fiscalizar Detran, cheia dos rios Madeira e Machado fragilizam os ribeirinhos, municípios impedidos de expedir carteiras de identidades

Detran – Os comentários sobre a possibilidade de a Assembleia Legislativa (Ale) criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para analisar denúncias de excesso de diárias e cobranças abusivas de taxas e tarifas pelo Detran-RO foram explicados pelo presidente da Casa do Povo, deputado Laerte Gomes (PSDB/Ji-Paraná). “Estamos empenhados em apurar o que está ocorrendo, através de uma Comissão”, argumentou e afirmou que, se necessário for “será criada a CPI”. Laerte disse que há denúncias de pagamentos de jetons (gratificações) a servidores e mais de R$ R$ 4 milhões em diárias em 2018.

Cheia – A situação difícil dos ribeirinhos dos rios Madeira e Machado ocupou boa parte dos discursos dos deputados estaduais nas sessões ordinárias (terça-feira à tarde e quarta-feira pela manhã) na Ale. O deputado Marcelo Cruz (PTB-PVH), que já foi vereador na capital e renunciou, porque foi eleito para o parlamento estadual disse que a preocupação das famílias dos ribeirinhos é grande. Alertou que é preciso de uma força-tarefa para ajudar esse povo, que perdeu a produção agrícola, aves, porcos e gado e “não tem para onde ir”.  

Identificação – Na administração do governo anterior, de Confúcio Moura (MDB), hoje senador, vários municípios firmaram convênios com o Estado, com o Instituto de Identificação, para expedição da Carteira de identidade. A parceria evita o deslocamento de pessoas do interior para a capital em busca do importante documento. Ocorre que o atual governo (Marcos Rocha-PSL) está deixando faltar material para os municípios expedirem a CI. Além do transtorno a quem precisa do documento e não consegue, pois as estruturas (pessoal e física) montadas pelas prefeituras ficam ociosas e não há como trabalhar, porque não têm material. É o fim da rosca...

Aftosa – A liberação de Rondônia da vacinação contra a febre aftosa é positiva, pois valoriza a nossa carne. Mas há preocupações, porque a Agência de Vigilância Sanitária Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron) tem que ampliar a fiscalização. Rondônia, hoje, responde por 10,31% da carne bovina exportada pelo país. É o quarto maior exportador. O diretor técnico da Idaron, Márcio Petró adiantou, que a agência, para o novo cenário, sem vacinação, vai instalar postos de vigilâncias em alguns locais das fronteiras do Estado e instalar câmeras de monitoramento.

Cooperativas – Na última quarta-feira (13) o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto em primeiro discurso, após assumir o cargo defendeu as cooperativas de crédito como instrumento de inclusão financeira. O presidente do Sistema CrediSIS em Rondônia, Donizetti José, presente ao ato se animou. “Diante do posicionamento do novo presidente do Banco Central, percebemos que a atuação das cooperativas de crédito pode ser ampliada e facilitada, levando ainda mais progresso, distribuição de renda e vantagens à população onde estamos presentes”, afirmou.

Respigo

A greve dos agentes penitenciários do Estado, no segundo dia hoje (14) preocupa a população. O sistema carcerário de Rondônia é fragilizado e as constantes fugas nos presídios da capital e do interior motivam a preocupação +++ Até o início da semana o movimento grevista era mais preventivo, mas a partir de ontem passou a ser 100%. Há decisão judicial que a greve é ilegal e o povo é quem fica em constante estado de apreensão com a possibilidade de fuga em massa dos presidiários +++ O Banco da Amazônia tem disponibilizado para financiamento agrícola em Rondônia mais de R$ 2 bilhões. Ocorre que boa parte das propriedades rurais está necessitando de regularização fundiária +++ O deputado estadual Cirone Deiró (Podemos-Cacoal) está preocupado e alertou para a situação do plenário da Ale esta semana. Uma comissão de deputados e lideranças rurais seguindo a Brasília com apoio da bancada federal (senadores e deputados) seria uma medida sensata e um meio de pressionar o governo federal, para que o processo de regularização de terras no campo em Rondônia seja acelerado.

Autor / Fonte: Waldir Costa / Rondônia Dinâmica

LAVATO CAR

Comentários

Leia Também

 
Loading...