E em relação às onze novas áreas de proteção criadas na administração de Confúcio? Os candidatos não vão protestar?

TRE DECIDE PELA IMPUGNAÇÃO DE ACIR GURGACZ, MAS ELE RECORRE AO TSE E DIZ QUE CAMPANHA SERÁ MANTIDA

No final da tarde, a decisão; o TRE impugnou, por 4 votos a 2,  a candidatura do senador Acir Gurgacz ao Governo e determinou a imediata interrupção de sua propaganda eleitoral. Minutos depois de anunciada a impugnação, Acir entrava no ar na TV, como entrevistado do programa especial que está sabatinando todos os concorrentes ao Governo, promovido pela SICTV/Record. Ele não se mostrou surpreso com o resultado, mas garantiu que continua candidatíssimo, já que seus advogados estão entrando com recurso junto ao TSE. Na conversa com os Dinossauros Domingues Júnior, Everton Leoni, Jorge Peixoto, Beni Andrade e Sérgio Pires, o empresário e senador anunciou que vai manter sua campanha e que, em instância superior, conseguirá reverter a decisão emanada do tribunal rondoniense. Ele foi mais longe: lembrou  que no início dos anos 2000, quando foi candidato a Prefeitura de Ji-Paraná, enfrentou problema semelhante. Naquela ocasião, perdeu em primeira instância na sua cidade e perdeu o processo também no TRE, por 7x0. Dias depois, reverteu a situação, com uma vitória de 7x0 no TSE e depois se elegeu Prefeito, com 70 por cento dos votos. É nesse exemplo que Acir se apega, alegando que o processo a que responde nada tem a ver com eleição, com alguma denúncia sobre ações que poderiam ter sido imputadas a ele por sua vida pública. O processo é civel, de uma dívida da qual é apenas fiador, destaca e que continua normalmente percorrendo o Estado, pedindo o voto dos rondonienses.

Mesmo que transmita segurança e a certeza de que vai continuar na disputa, assinalando que não existe Plano B, certamente Acir terá algumas dificuldades, até que possa reverter a decisão local. Não se pode negar sua obstinação e sua certeza de que será absolvido em Brasília, mas é certo também que a decisão do TRE pode sim afetar a campanha, principalmente porque seus adversários vão bater nessa tecla. Ele pode ficar fora do horário gratuito, até que consiga nova decisão, em instância superior, nas próximas horas. Não houve surpresa na decisão dos desembargadores da Justiça Eleitoral rondoniense. O candidato do PDT e seus seguidores sabiam que o risco era real, embora ele sublinhe, com ênfase, que nada muda na sua estratégia e em sua meta de chegar ao comando do Estado. Mas não se pode ignorar uma realidade, algo concreto, ao menos por enquanto: até que o TSE reverta a decisão do TRE ou que lhe seja dada uma liminar para continuar concorrendo sub judice, a candidatura de Acir Gurgacz, está sim com um problema legal. Em sua coligação, toda a expectativa é de que ele consiga superar esse obstáculo. Seus adversários, contudo, estão torcendo contra, é claro. Com ele fora do caminho, muda tudo na corrida pelo Palácio do Governo. Agora, o caso está nas mãos do TSE.

IMPUGNAÇÕES: PRAZO FINAL É DIA 17

A eleição entra na semana decisiva. Na corrida presidencial, havia a expectativa de que nesta terça o PT deve anunciar que Lula não é candidato e que seu substituto será mesmo o ex prefeito de São Paulo e ex ministro da Educação, Fernando Haddad. Da cadeia, Lula, se tornará cabo eleitoral e tentará transferir votos para seu suplente, o que, convenhamos, não será uma tarefa nada fácil. Cinco dias depois do atentado que sofreu em Juiz de Fora, Jair Bolsonaro se recupera bem e começa uma campanha pelas redes sociais, já que ficará hospitalizado ainda alguns dias. Seus seguidores não têm dúvida de que ele está no segundo turno. Há quem ache que ele tem chances reais de vencer no primeiro turno, o que não é uma previsão realista. Marina Silva estagnou, Alkmin também. Nesta segunda, nova pesquisa do DataFolha apontava que, mesmo com todos quase empatados, menos Bolsonaro, bem à frente, é Ciro Gomes que aparece, ao menos neste momento, com quem tem maiores chances de ida ao segundo turno. Contra Bolsonaro, obviamente. Em Rondônia, estamos a seis dias da decisão do TRE sobre impugnações de candidaturas. O tribunal tem que decidir sobre todos os pedidos até a próxima segunda, dia 17. O caso mais complexo já foi decidido nessa segunda e tirou, ao menos por enquanto, Acir Gurgaz da disputa.

FALTA A VOZ DOS CANDIDATOS

Está na hora dos candidatos ao Governo de Rondônia, ao menos os de ponta, começarem a tratar do assuntos sobre algumas leis ambientais que engessam o Estado, em suas campanhas. Temos alguns absurdos, como os 90 por cento de área intocável de Guajará Mirim, o que relegou a cidade à pobreza e ao desenvolvimento zero. Nada pode em Guajará. E em relação a mais onze áreas de proteção, criadas nos últimos dias da administração de Confúcio Moura? Nenhum dos candidatos vai denunciar, protestar, apresentar alternativas, para ficar ao lado da população? Por justiça, deve-se dizer que Maurão de Carvalho afirmou que vai atualizar o zoneamento ambiental, mas ainda não avisou que vai mexer nessa situação de tantas áreas de preservação, que, aliás, ele já disse ser contra. A legislação ambiental exagerada, que impede o crescimento do Estado e da região norte; que impõem castigos doentios a quem trabalha no campo, como as ações dos fiscais do Ibama e Sedam; a ligação por terra com Manaus, pela BR 319, cujas obras não saem do papel por ingerência de ONGs e lobbys de balseiros e o zero de contrapartida que temos, por proteger a Amazônia, que é de todos, até agora não fizeram parte dos programas eleitorais. É um tema que diz respeito a cada rondoniense e está na hora de começar a tratar o assunto seriamente. Uma campanha política não seria o melhor momento de debater tais temas com o povão?

MAIS UM PACOTE DE FAVELAS

Não para fugir do tema. As invasões de terras e criação de conjuntos habitacionais espúrios, cercados pela pobreza e falta de estrutura, do lado de lá do rio Madeira, em direção ao Amazonas, há é obvio. Um projeto da Câmara de Vereadores de Porto Velho de quase uma década, de autoria do então vereador José Wildes, que ampliava a área urbana da cidade para aquela área, foi vetado  na Justiça, a pedido do Ministério Público. Mas, dali em diante, nada mais foi feito. Nem surgiu qualquer outra alternativa, nem o MP e nem o Judiciário proibiram a criação de qualquer conjunto habitacional, afora o do Dnit, devidamente aprovado e estruturado. Ou seja, não se permite a expansão urbana, para que a Prefeitura começasse a trabalhar na párea, colocando nela serviços essenciais, mas, ao mesmo tempo não se coíbe as invasões, que estão tomando conta de várias áreas. Em breve, teremos mais um Favelão em Porto Velho, já que em algumas das áreas invadidas já existem mais de 150 famílias instaladas, com casas construídas, mas com infraestrutura zero. E as mesmas autoridades que proíbem a extensão da área urbana, não exigem que as invasões sejam coibidas. Dá para entender algo assim?

SOMOS CAMPEÕES DE QUEIMADAS

Dureza para alguns, moleza para outros. Enquanto alguns produtores e suas famílias são tratados como criminosos e tem seus bens destruídos (aliás, não seria o caso então, fazendo uma analogia extrema, da polícia incendiar os veículos usados para transportar drogas?), os que destroem a mata e a floresta  com incêndios criminosos, estes estão a solta. Porto Velho se tornou a cidade do norte campeã em queimadas, no final de semana, com 552 pontos de fumaça, tornando a visibilidade muito ruim. Um manto enfumaçado tomou conta da cidade por vários dias. Medidas de combate? Zero. Rondônia teve 1.609 focos de incêndios em menos de dois dias. Passamos até o campeão de sempre, neste lamentável quesito, nosso vizinho Mato Grosso. Nova Mamoré, Candeias do Jamari, Cujubim e Machadinho do Oeste são, depois da Capital, as cidades que mais causam destruição ambiental com as queimadas. Nesses casos não se vê equipes do Ibama e da Sedam agindo, punindo e tentando acabar com essa trágica mania de destruição ambiental e que causa sérios danos à saúde da população. Deve ser mesmo mais fácil queimar trator e máquinas do que se preocupar com a saúde de milhares e milhares de pessoas...

ESCONDENDO O CANDIDATO DO ELEITOR

É incrível o esforço que a legislação eleitoral e a interpretação de alguns magistrados dos tribunais fazem para que o eleitor não tenha acesso aos candidatos. Em nome de uma pretensa igualdade, há casos incríveis, inclusive aqui em Rondônia. Num deles, uma candidata foi proibida de usar um pôster seu dentro do próprio comitê. Algo realmente inédito na história das eleições rondonienses. Em outro caso, os juízes só autorizam o uso de carro de som quando o próprio candidato estiver nele (?????). É uma coisa totalmente absurda, sem nexo, mas é lei e tem que ser cumprida. A Justiça Eleitoral tem feito um papel de grande destaque no contexto da democracia brasileira. Mas, nos últimos tempos, uma série de interpretações legais tem deixado alguns candidatos e seus seguidores de queixos caídos. Há uma clara má vontade da lei para com as novas candidaturas, tanto que se defendem que não há uma eleição, mas sim uma reeleição, tal as proibições para que os candidatos não sejam conhecidos, o que beneficia claramente quem já está na vida pública. Mas os juízes não têm pensado dessa forma e têm defendido teorias de igualdade que, na prática, se mostram completamente inócuas. Mas lei é para se cumprir....

BOLSONARO TENTOU O SUICÍDIO!

A grande imprensa, com suas redações dominadas por uma maioria de jornalistas esquerdistas, não está muito preocupada com a busca da verdade, no caso do atentando contra o candidato à Presidência da República. Se o crime fosse cometido contra Lula ou algum petista, até alienígenas estariam sendo convocados pela mídia, para esclarecer o episódio. Veja-se, por exemplo, a sensacional matéria da TV Globo, no Fantástico, “provando” por A + B, que o sujeito que tentou matar Bolsonaro é doido, malucão e que agiu sozinho. Até uma testemunha não identificada foi localizada, para dizer que sabia que o homem ouvia vozes. Seus quatro advogados também não estão sendo pagos por partido político. Nem uma menção aos quatro celulares e ao notebook que o criminoso possuía e muito menos de onde veio o dinheiro para pagar, adiantado, um mês numa pensão em Juiz de Fora. Pela teoria Global, o autor do atentado é o pedreiro desempregado mais rico do mundo! Ou seja, do jeito que a Globo e a grande imprensa estão tratando o assunto, em breve eles vão acabar provando que o candidato tentou se suicidar! Uma coisa triste e lamentável e um desserviço à verdade, praticado por quem deveria defendê-la, mas que faz o contrário,  em nome de crenças políticas.

PERGUNTINHA

Faltando apenas 26 dias para a eleição, você está acompanhando o horário eleitoral gratuito, para poder escolher seus candidatos ou já sabe exatamente em quem vai votar no 7 de outubro?

Autor / Fonte: Sérgio Pires

Leia Também