Jesualdo comemora curso de medicina para Ji-Paraná e ressalta a importância dos investimentos feitos na saúde do município

Jesualdo comemora curso de medicina para Ji-Paraná e ressalta a importância dos investimentos feitos na saúde do município

 O candidato ao senado pela Coligação Juntos por um novo tempo para Rondônia, Jesualdo Pires (PSB), comemorou a definição, pelo Ministério da Educação,  da Instituição que foi habilitada pelo Ministério da Educação (MEC) para implantar o curso de medicina em Ji-Paraná.

Trata-se do Grupo Norte-americano, IBMEC Educacional S.A,  um dos maiores com atuação na América Latina. O resultado foi publicado no Diário Oficial da União, no início desta semana, e divulgado ontem.

Ji-Paraná é um dos 19 municípios de todo Brasil que foram autorizados a abrir novos cursos de medicina. Segundo o Jesualdo este é mais um resultado dos investimentos feitos na saúde pública durante a gestão do candidato como prefeito da cidade.

O município foi o único do estado que recebeu a habilitação do Ministério da Educação. Para Jesualdo, a implantação do novo curso só foi possível pois toda a rede de saúde pública municipal foi reestruturada durante sua gestão como prefeito de Ji-Paraná.

“É uma notícia que nos deixa muito felizes, pois sabemos que temos parte disso, pois investimos na saúde do município e, sem dúvidas, foram estes investimentos que deram suporte para a aprovação deste curso na cidade”, afirma Jesualdo.

Durante a gestão de Jesualdo como prefeito de Ji-Paraná, foram reformados todos os postos de saúde e duas novas unidades foram construídas.  O hospital municipal foi reestruturado, equipado e uma nova área construída: o centro de parto normal. Mais 80 novos leitos cadastrados no SUS, aumentou o número de equipes multiprofissionais de atenção domiciliar (EMAD) e novos leitos de urgência e emergência.

“Hoje, Ji-Paraná tem uma rede de saúde forte. Quase dobramos o número de atendimento no Hospital Municipal. Temos mais de 50 médicos, quase 30 equipes do Programa Saúde da Família. Construímos uma nova sede para o CER, além de trabalhar a capacitação das equipes. Com toda certeza, nosso compromisso com uma política séria na saúde da cidade, contribuiu na avaliação do MEC para tornar possível a instalação do curso na cidade”, afirmou.

Autor / Fonte: Relvanir Campos

Leia Também