Marcos Rocha assinala que nomes do novo secretariado só serão apresentados próximo ao Natal: “Quem sabe o Papai Noel não trará o presente?”

RECÉM COMEÇOU: POLÍCIA LEVANTA O TAPETE NA SEDAM EA SUJEIRA COMEÇA A APARECER

Estava demorando! Há muito tempo se comentava, nos bastidores, que algumas coisas não estavam certas dentro da Secretaria de Desenvolvimento Ambiental, a Sedam, do Governo de Rondônia. Falava-se que era notório, em muitos casos, a imposição de dificuldades para vender facilidades. Comentava-se o exagero em algumas medidas. Era quase inacreditável o tempo absurdo em que um simples processo leva para percorrer todos os corredores da burocracia da Sedam, até que seja liberado. Medidas surpreendentes eram tomadas, inclusive ao arrepio da lei. Na Assembleia Legislativa, as denúnciasse sucediam, sem que nenhuma medida fosse tomada para acabar com os problemas.

Vários parlamentares criticavam duramente ações da Sedam. Um dos que mais cobravam soluções era o deputado Hermínio Coelho, que do alto da sua experiência como parlamentar, sempre dizia que alguma coisa andava errada pelos lados daquela secretaria. Nunca foi ouvido. Agora, o caso explodiu, com uma operação policial que mobilizou grande equipe, culminando inclusive com investigações que levaram até o Palácio do Governo, na manhã dessa segunda.

Órgãos policiais e do MP, incluindo o núcleo de repressão ao crime organizado,detectaram o envolvimento de servidores da Sedam, que feriam cometido vários crimes, usando suas funções públicas. Lamenta-se, contudo, que o caso esteja sendo tratado como segredo de Justiça e nenhum nome dos envolvidos possa ser divulgado. Certamente se tivesse entre eles alguns Zé da Silva, todos seriam imediatamente expostos à opinião pública, como devem ser, sempre, os envolvidos em roubo do dinheiro público ou que tenham se locupletado...

Nessas questões ambientais, há ainda muito a ser investigado. E não só na Sedam. Certamente algum dia saberemos, com segurança, como também servidores do Ibama têm autorização para incendiar máquinas, caminhões e equipamentos de propriedade de pessoas, que não têm sequer o direito de defesa. Ou em que critérios se baseia a criação indiscriminada de áreas de proteção ambiental. Claro que não se está colocando tudo sob suspeita, mas a população tem o direito de saber como as coisas chegaram a esse ponto, em que servidores subalternos de órgãos públicos, têm todo o poder para fazer o que bem entenderem, sem dar satisfação a ninguém.

Temos que investigar tudo. Temos que saber, por exemplo, a verdade absoluta sobre os motivos reais que uma rodovia vital para a região norte, a BR 319, não consegue ser asfaltada, por decisões inacreditavelmente absurdas. Um dia vamos passar esse país a limpo. Vamos entender o poder das ONGs internacionais e o dos que a ela estão ligados ou subordinados. Quando isso acontecer, saberemos, com toda a certeza, porque tantos poderosos enriquecem usando as questões ambientais como mote. Quem sabe, então, ao levantar todo o tapete, poderemos descobrir muito mais coisas escondidas nas Sedans e Ibamas da vida...

RONDÔNIA: BOLSONARO VAI MUDAR TUDO

Por falar em questões ambientais, o presidente eleito Jair Bolsonaro falou em Rondônia, nesta segunda, em longa entrevista que concedeu ao jornalista Luiz Datena, da Band. E afirmou que vai acabar com as áreas de proteção ambiental, que segundo ele, são um exagero. “Vou mudar essa situação em Rondônia, no Acre e no Amapá”. Afirmou que não é possível que a situação se mantenha como está, em que os produtores só podem usar uma pequena área para produção, enquanto todo o resto tem que ficar como área ambiental. “Isso vai acabar”, prometeu o Presidente eleito. Disse que vai tomar medidas contra a situação atual e que vai ajudar a esses três estados, que citou nominalmente, “a ter um nível de progresso nunca visto”, entre outras afirmações. Uma pena que Bolsonaronão tenha comentado a triste situação de Guajará Mirim, onde um pacote de legislações ambientais não permite que mais de 93 por cento do território daquela cidade seja tocado, o que obriga a sua população a viver numa espécie de penúria há décadas. Quem sabe ao ser informado dessa situação, ele não decida agir também em favor da cidade?

EQUIPE DE TRANSIÇÃO É INCÓGNITA

Já não está na hora? Nove dias depois de ter sido eleito, o futuro governador Marcos Rocha ainda não anunciou um só nome da sua equipe de transição. No Palácio Rio Madeira/CPA, está tudo pronto para começar a transição. O governador Daniel Pereira designou seu chefe da Casa Civil, o experiente Eurípedes Miranda, para ser o elo de ligação com a futura equipe do Coronel do PSL. Foi colocada toda a estrutura do Governo a disposição, incluindo-se aí números, projetos, situação de toda a cadeia de poder, para que o novo governante, ao assumir, tenha informações seguras do quadro que terá pela frente, para enfrentar e para administrar. Na segunda-feira, não houve nenhuma postagem de Marcos Rocha em sua página do Facebook, que ele usa normalmente para registrar suas mensagens. No Palácio do Governo, a informação que existe é que ainda no decorrer desta semana, a equipe de transição do novo Governo poderá ser anunciada. Mas, oficialmente, não há qualquer decisão, ainda,sobre o assunto.

SECRETARIADO NO NATAL

Questionado pelo Dinossauro Beni Andrade, no programa Papo de Redação da rádio Parecis FM, o governador eleito Marcos Rocha disse que,provavelmente antes do Natal, irá anunciar seu secretariado. “Quem sabe o Papai Noel não trará o presente?”, disse, brincando, ao responder a pergunta. A verdade é que existe, até a posse, uma série de assuntos a serem resolvidos. Primeiro, a equipe de transição, que ainda não foi anunciada. Depois, a procura dos nomes que se encaixam no perfil que Marcos Rocha pretende para seu secretariado. Ele inclusive já fez alguns convites, mas há um acordo de sigilo absoluto. Os convidados, aceitem ou não, deram suas palavras que não comentaria o assunto. Até agora, o pacto tem sido cumprido. Afora isso, o Coronel eleito ainda tem pela frente conversações com a Assembleia Legislativa, que incluem o futuro relacionamento entre os Poderes e, quem sabe, até a escolha do novo Presidente da Casa e reuniões com os demais poderes. A intenção de Rocha é iniciar seu governo num clima de paz e tranquilidade, para poder começar a implantar as mudanças que considera necessárias. Ainda em relação ao futuro Governo, vão aparecer novidades nos próximos dias...

QUEM PENSA EM VOCÊ, ISABELLA?

Isabella Nardoni tinha cinco anos. Uma criança linda, inteligente e, claro, indefesa. Foi jogada da janela do apartamento pelo pai, com conivência da madrasta. Um ato covarde, um infanticídio inominável. Um pai que matou a própria filha. Nos Estados Unidos, dependendo o Estado em que morassem, ambos iriam enfrentar a pena de morte ou a prisão perpétua. Mas, no país em que os assassinos, não importa a crueldade dos seus crimes, são tratados como se fossem vítimas e suas vítimas como seres que, se mortos, não têm mesmo mais o que reclamar, os dois matadores em breve estarão nas ruas novamente. Aliás, a madrasta, Ana Carolina Jatobá, já está em regime especial, podendo sair da cadeia para trabalhar. Agora será a vez do pai, um facínora que tirou a vida de uma criancinha, sua filha e que começa a ter vários benefícios da lei. Que país é esse, em que bandidos deste naipe são perdoados tão facilmente? É um absurdo, uma doença, que temos que extirpar. Tomara que daqui para a frente, no novo Governo, essas leis esdrúxulas sejam mudadas e acabe a impunidade. Assassinos nas ruas, nunca mais!

A VOLTA DA ESCURIDÃO

Sábado, oito da noite. Toca o telefone do jornalista. Do outro lado da linha, um porto velhense indignado, protestando contra o que está acontecendo com a iluminação pública no Espaço Alternativo. Segundo ele, na linda passarela ali construída, apenas perto de 30 por cento das lâmpadas LED colocada ainda estão funcionando. Todas as demais, apagadas. No trecho do aeroporto até próximo ao Hospital de Base, igualmente o número de lâmpadas queimadas é impressionante. O que acontece com essa cidade? Toda a iluminação estava perfeita há dias atrás. De repente, um desgraçado começa a roubar a fiação. Algumas poucas lâmpadas queimadas não são trocadas. A escuridão começa a aumentar em alguns trechos. Chega agora à passarela, uma das mais belas obras realizadas para usufruto da comunidade. Será que a culpa é só do poder público? O usuário também não tem responsabilidade sobre os cuidados e a fiscalização com um local de lazer que é para todos? Enfim, toda a semana há uma má notícia sobre nosso Espaço Alternativo. Se a gente não cuidar, daqui a pouco ele será mais uma obra destruída, nessa Capital em que pouca coisa boa sobrevive.

FINAL DE SEMANA ENSANGUENTADO

Vários crimes de morte. Bêbado ao volante matando criança em Ji-Paraná. Bandidos invadindo o Fórum de Ariquemes para roubar armas e munição (aliás, o que armas e munição fazem dentro de um Forum?); vários motoristas e motociclistas embriagados caindo na malha fina da Lei Seca, tanto em Porto Velho como no interior. Um motociclista atropelou um animal na BR e sofreu fratura exposta. Hospital João Paulo II, na Capital, superlotado com feridos no trânsito, em brigas, em confusões, em bebedeiras. Marido matando mulher, depois de encher a cara. Jovem assassinado por quadrilheiros. Tudo isso, apenas num final de semana. Teve mais, mas apenas se destacou algumas das dezenas de ocorrências policiais, no mundo violento em que vivemos e onde Rondônia se integra, infelizmente, com tudo de ruim que isso pode trazer.  Não há policiamento suficiente e, mesmo que houvesse, como controlar tanta violência, causada também pela enorme impunidade? Como evitar que malucos continuem andando no trânsito completamente embriagados, com chances reais de matar alguém, como um deles matou uma menina em Ji-Paraná? E as brigas de gangue em Porto Velho, como controlar? Só mesmo mudando as leis, impedindo a impunidade e tratando bandido como bandido. Afora isso, não tem jeito...

ESPERIDIÃO É O MELHOR

O comando do Senado vai representar o retrocesso ou apresentará algo novo, no contexto do Brasil que quer acabar com corruptos e políticos que, em sua vida pública, mais envergonharam seus mandatos do que conseguiram realizar algo de positivo? Será que a maioria dos senadores vai apoiar um político como Renan Calheiros, um dos que sintetizam a sujeira da política nacional,o que de pior ela produziu; um coronel do nordeste que ainda se reelege, apesar de tudo o que representa? Ou buscará algo novo, como é novo o Governo que assume em 1º de janeiro próximo? Os nomes mais cotados, além do perigoso Renan, são os de Cid Gomes, irmão de Ciro Gomes; de Tasso Jereissati, velha raposa do PSDB: a líder do MDB, Simone Tebe e do representante de Santa Catarina, Esperidião Amin, do PP. Entre todos esses, Esperidião, duas vezes governador do Estado e um nome sempre em destaque no parlamento nacional, é sem dúvida o melhor. Mas será que seus colegas querem realmente alguém decente e ficha limpa ou vão preferir a velha e derrotada política? Saberemos a resposta só no ano que vem...

PERGUNTINHA

Você gostava mais de Jair Bolsonaro agressivo e ameaçador antes de ser eleito ou prefere esse novo, paz e amor, que só fala em conciliação?

Autor / Fonte: Sérgio Pires

Leia Também

Loading...

Comentários