Marinha Raupp defende união em prol do desenvolvimento sustentável para combater o desmatamento

Marinha Raupp defende união em prol do desenvolvimento sustentável para combater o desmatamento

A deputada federal Marinha Raupp (PMDB) disse nesta quinta-feira (9), durante reunião no Palácio Rio Madeira, com o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, e a “Caravana Verde” que percorre a Amazônia, que apenas o ordenamento e as delimitações das unidades de conservação não são suficientes para combater o desmatamento em Rondônia e na Amazônia.

“O cidadão acredita num modelo de desenvolvimento sustentável integrado, na base social, econômica e ambiental. Passamos pela “Arco de Fogo”, onde sofremos muito com a repressão. Somente trabalhar o auto-controle não oportuniza uma qualidade de vida melhor ao cidadão”, disse a deputada.

Ainda de acordo com Marinha Raupp, a presença do ministro em Rondônia reflete na necessidade de parcerias com o Ministério de Meio Ambiente, que hoje se encontra ausente no Estado. “Respeitosamente ministro, a gente precisa da presença desenvolvimentista do Ministério do Meio Ambiente em Rondônia. Recentemente estivemos reunidos com o presidente Michel Temer, onde o governador se colocou à disposição para resolver a questão fundiária, em parceria com Incra, através do Programa Terra Legal”.

Marinha tem certeza que a equipe do ministro está pronta para ajudar, mas destaca que os municípios, também, precisam sentar à mesa para identificar os problemas, e assim fortalecer as atividades produtivas.

Para o senador Valdir Raupp, o desmatamento está associado à ocupação ilegal de terras. Em Rondônia mais de 90 mil propriedades estão sem documentos. “Com as terras documentadas, tenho certeza que o desmatamento vai cair. O que falta é a regularização fundiária”, disse.

O ministro Sarney filho falou que a intenção é visitar todos os estados da região e conversar com os governos estaduais e prefeitos. Acredita que o Brasil tem uma dívida para com a região amazônica e que essa dívida precisa, definitivamente, ser resolvida. “Mais do que nunca temos a consciência de que preservar a Amazônia é uma necessidade vital”, completou.

Em seu pronunciamento, o governador Confúcio Moura disse que o Estado vem fazendo sem papel e pediu para que os prefeitos sejam mais atrevidos em relação aos incentivos fiscais. Os prefeitos ouviram do governador a recomendação para aproveitar os técnicos que acompanharam os ministros e exaltou a relevância de cada membro da comitiva.

Sarney Filho veio a Porto Velho com o diretor geral do Serviço Florestal Brasileiro Raimundo Deusdará Filho, a presidente do Ibama, Suely Araújo, Vicente Andreu Guillo, presidente da Agência Nacional de Águas, e o presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade Ricardo Soavinski.

No encontro, foi entregue o diagnóstico do desmatamento em unidades de conservação e terras indígenas locais. Também foi dada a largada à construção da Unidade Regional de Purus-Madeira, do Serviço Florestal Brasileiro (SFB).

Autor / Fonte: Assessoria / deputada Marinha Raupp

Leia Também

Comentários